Fale conosco pelo WhatsApp

Dor nos testículos: Causas e Tratamentos

Homem com dor nos testículos coloca as mãos sobre a região
Por:

A dor nos testículos (orquialgia) deve ser encarada com seriedade pelos homens. Condições como epididimite, orquite e até mesmo câncer de testículo podem desencadear quadros de dor.

Todas as doenças acima relacionadas têm tratamento. Entretanto, assim que o paciente apresentar dor nos testículos, deve procurar assistência junto a um urologista/andrologista, profissional responsável por cuidar da saúde do trato reprodutivo masculino.

Caso a dor nos testículos ocorrer, ela pode ser diferenciada como uma dor crônica (dor que persistente por muito tempo) ou aguda (dor que possui duração limitada).

Causas de dor aguda nos testículos

A dor testicular aguda, pode estar diretamente relacionada a uma lesão na região acarretada por um incidente durante a prática de atividades físicas, ou de uma agressão, por exemplo. A dor é passageira e não requer cuidados específicos. O paciente deve preocupar-se apenas caso ocorra as seguintes situações:

  • Dor forte e que não cessa até duas horas após a agressão;
  • Inchaço evidenciado no escroto;
  • Hematomas ao longo do escroto e próximo ao períneo.

Outra situação comum e que pode gerar dor aguda é a torção testicular. O quadro é caracterizado pela torção do cordão espermático, resultando em dor aguda. Esse caso é considerado de maior gravidade e deve ter atendimento médico emergencial.

Caso o paciente não tenha atendimento e tratamento dentro de um período mínimo de seis horas, pode resultar em infertilidade e até mesmo complicações mais sérias como necrose. O tratamento neste caso é cirúrgico, pois é impossível que a torção se desfaça de forma espontânea.

Causas de dor crônica nos testículos

Já as dores crônicas são resultado de doenças mais sérias. Além das condições acima mencionadas, outros fatores podem colaborar no desenvolvimento de dor crônica nos testículos, como inflamações, infecções e até situações mais críticas, como câncer de testículo. Veja mais detalhes a seguir:

  • Epididimite: A inflamação no epidídimo pode resultar em dor crônica nos testículos. O processo inflamatório pode estar relacionado com alguma infecção decorrente de contaminação por algum agente sexualmente transmissível (Clamídia, Gonorreia, entre outros) ou por enterobactérias. O tratamento é medicamentoso, com a administração de antibióticos.
  • Orquite: A orquite é uma inflamação dos testículos, condição comum a pacientes que se consultam e relatam dor crônica nos testículos. Pode ser em decorrência de uma infecção viral, como a caxumba, ou resultado do contágio por bactérias. A doença, em 30% dos casos, acomete os dois testículos.
  • Câncer dos testículos: A presença de uma massa palpável, somada à dor testicular pode ser indicativo de câncer dos testículos, uma doença que acomete principalmente homens de meia idade. É necessário que o paciente procure orientação junto a um urologista/andrologista assim que identificar qualquer anormalidade na região. O autoexame é essencial para que essas alterações sejam identificadas precocemente.
  • Após vasectomia: Pacientes submetidos a vasectomia costumam relatar dor nos testículos no pós-operatório. Além do manuseio do local durante a intervenção cirúrgica, pode ocorrer o acúmulo de espermatozoides que não são eliminados na ejaculação, causando dor e desconforto. Quando o material biológico é absorvido pelo organismo, todos os sintomas cessam.

Essas são apenas algumas situações que acarretam dor nos testículos. É importante que o paciente procure acompanhamento médico especializado assim que o quadro de dor surgir. Caso ainda tenham restados dúvidas, agende um atendimento na Clínica Dr. Jorge Hallak.

Fonte:

Clínica de Urologia, Andrologia e Reprodução Humana do Dr. Jorge Hallak;

Ministério da Saúde;

MD. Saúde;

US National Library of Medicine National Institutes of Health.