Fale conosco pelo WhatsApp

Clínica Dr. Jorge Hallak

Os efeitos da maconha na saúde sexual masculina

Por:

Polêmica e popular, a maconha é uma das drogas mais usadas no mundo inteiro. Relatos afirmam que ela alivia a tensão, relaxa o corpo, e há quem diga que ela tem efeitos sobre a sexualidade. Mas qual será a verdadeira influência da maconha na nas funções reprodutivas?

Essa foi a pergunta que o estudo do Dr. Jorge Hallak tentou responder. Após observar uma aparente pior qualidade do sêmen de seus pacientes usuários da droga, o Dr. Hallak conduziu a pesquisa “Marijuana, High Oxidative Stress and Sperm Dysfunction: an Unpleasent Marriage”, publicada em 2019. O estudo recebeu o prêmio da Associação Americana de Andrologia de 2019.

 

 

Os resultados do estudo

A fim de avaliar os efeitos da maconha e do tabaco nas funções reprodutivas masculinas, o estudo acompanhou mais de mil homens entre 18 e 59 anos durante 19 anos. Os indivíduos da pesquisa foram divididos em quatro grupos: usuários de maconha por períodos prolongados, tabagistas, inférteis, e pacientes pré-vasectomia com filhos.

 

As comparações feitas por quase duas décadas identificaram o mecanismo de lesão celular nos espermatozoides, causado pelo tetra-hidrocanabinol (THC), derivado psicoativo da maconha. O estudo identifica a formação de radicais livres de oxigênio: células que perdem o elétron e atacam e destroem outras células. Essa formação de radicais livres de oxigênio se dá dentro da membrana celular dos gametas masculinos. Isso significa que o DNA reprodutivo do usuário corre risco de alteração, e a produção de espermatozoides é reduzida.

 

 

Cigarro ou maconha?

O estudo conclui que o cigarro também facilita a produção dos radicais livres, porém em menor quantidade e de forma extracelular. Ou seja, quando o assunto é saúde reprodutiva, tanto a maconha quanto o tabaco são nocivos para a saúde masculina, mas os efeitos da maconha são mais agressivos. A longo prazo, os resultados observados nos usuários de maconha eram semelhantes ou piores aos dos pacientes já diagnosticados com infertilidade.

 

 

O que fica de lição

O fumo de tabaco possui diversos feitos nocivos à saúde, mas no âmbito da função reprodutiva masculina e da função espermática, os efeitos da maconha são muito mais perigosos. Por isso, o uso da substância, seja de forma recreativa ou como tratamento para doenças, precisa ser avaliado e considerado com extremo cuidado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *